Sintese do Projeto

O Projeto +Agro – Qualificação organizacional, energética e de segurança e saúde no trabalho da indústria agroalimentar (Projeto 04/SIAC/2015 – SIAC 16159) visa qualificar as Pequenas e Médias Empresas (PME) do setor agroalimentar, nomeadamente nos seguintes subsetores de produtos: Cárneos | Hortofrutícolas | Lácteos | Padaria

Este projeto adopta estratégias inovadoras, com recurso às Tecnologias de Informação, Comunicação & Eletrónica (TICE), que permitem às empresas aumentar a sua produtividade e eficiência ao nível da:

– Prevenção de riscos no trabalho (SST),
– Eficiência energética,
– Otimização de processos de produção.

O projeto +Agro atua ao nível de três áreas de intervenção, concentrado em três subprojetos e apresentado através da seguinte estrutura de marca:+Agro eficiência na SST; +Agro eficiência Organizacional; +Agro eficiência Energética.

+Agro eficiência na SST (Segurança e Saúde no Trabalho) compreende a:– Caraterização dos perigos e riscos específicos de cada um dos subsetores das indústrias agroalimentares por análise e medição de agentes ambientais (ruído, entre outros) em empresas piloto;

Os resultados visam:

– Contribuir para a redução potencial dos acidentes, auxiliar no cumprimento da legislação e melhorar a competitividade das empresas;
– Tornar mais fácil e prático o processo de gestão de riscos e, simultaneamente estimular e criar condições para o envolvimento esclarecido de todos os trabalhadores, contribuindo para a melhoria da cultura de segurança no trabalho.

+Agro eficiência Organizacional compreende a:
– Criação de uma ferramenta inovadora para a optimização da gestão da produção por análise e caracterização de métodos     tecnológicos, organizacionais e de gestão de sistemas produtivos adaptados às empresas de cada subsetor;
– Sensibilização para a relevância das questões associadas ao correto planeamento, monitorização e gestão da produção, gestão da manutenção e dos recursos da empresa (equipamentos, materiais e humanos), a higiene e segurança, dos tempos e métodos, a logística entre outras funções;
– Capacitação de PME’s para a inovação neste domínio e para a utilização das ferramentas criadas.

Os resultados pretendem melhorar o desempenho e a competitividade das empresas através de:
– Racionalização da utilização dos recursos;
– Melhoria da qualidade da saída dos processos produtivos;
– Minimização da variabilidade nos processos de fabricação e de negócios;
– Redução dos tempos de ciclo do processo;
– Redução das emissões/resíduos;
– Redução de custos.

+Agro eficiência Energética compreende a:
– Criação de uma ferramenta que permita identificar boas práticas de eficiência energética e capacitar as empresas agroalimentares para a sua utilização;
– Sensibilizar para a redução dos grandes consumos de energia (processos, equipamentos);
– Esclarecer empresários e colaboradores para as questões de eficiência energética associada aos sistemas de arrefecimento   e sistemas térmicos de aquecimento;
– Capacitar as PME‘s para a implementação de práticas inovadoras de eficiência energética aplicadas ao sistema produtivo.

Os resultados pretendem promover a redução do consumo energético e sustentabilidade do setor agroalimentar pela:
– Sensibilização à qualificação das instalações pelo uso de novas tecnologias e sistemas de energia renovável;
– Conceção de novas soluções energéticas e medidas de conservação de energia inovadoras.

Nesta área interventiva recorre-se à utilização de uma ferramenta tecnológica desenvolvida no âmbito do projeto InovEnergy (cofinanciado pelo QREN/COMPETE/ POFC).

Atividades Desenvolvidas

A Sessão integrada no ICSLM’16 decorreu no dia 24 de novembro, pelas 17h, na Faculdade de Engenharia, na Universidade da Beira Interior (UBI). O congresso contou com a participação de oradores internacionais e o debate em torno de questões que se colocam ao mercado de trabalho atual. Ler Mais

A Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (ESTG/IPVC) e o Centro Local do Alto Minho da ACT organizam o Seminário sobre a “Segurança e Saúde no Trabalho na Indústria Agroalimentar e a Campanha Ibérica de Prevenção de Acidentes de Trabalho” que se realizou no dia 23 de janeiro de 2017, em Viana do Castelo. Ler Mais

No dia 22 de fevereiro foi apresentado o projeto +Agro – Qualificação organizacional, energética e de segurança e saúde no trabalho da indústria agroalimentar, no Pólo da Mitra, da Universidade de Évora. Estiveram presentes na sessão mais de 70 pessoas, entre investigadores, empresários/técnicos do setor e alunos. Ler Mais

Decorreu no dia 6 de maio uma Sessão do Projeto Mais Agro, integrada no programa do III Congresso Internacional da Inovcluster, a par da i9agri – I Feira de Inovação Agroalimentar. Esta sessão contou com a intervenção de Luís Pinto de Andrade, docente no IPCB/ESA, entidade co-promotora do projeto, de Corina Farias e Ernesto Marques – ACT, e de Ruben Roque representante da empresa Enérgico Balanço.

Decorreu a 15 de maio de 2017, na UBI – Universidade da Beira Interior, na Covilhã.

Conhecimento +Agro expande-se a outros projetos em sessão do projeto + Eficiência
A intervenção “A importância da eficiência nas empresas” decorreu na sessão do projeto Formação Ação + Eficiência, no dia 12 de junho, no CEi – Centro de Empresas Inovadoras, em Castelo Branco. Teve como  objetivo principal alertar as empresas presentes para a importância da eficiência energética nos seus processos produtivos, ao nível de procedimentos e equipamentos. Esta intervenção esteve a cargo de Pedro Dinis Gaspar, docente na UBI- Universidade da Beira Interior, que durante a sua apresentação indicou como os resultados do projeto +Agro poderão beneficiar a eficiência energética das empresas do setor agroalimentar.

A EU-OSHA reconheceu o potencial e impacto dos resultados do projeto +Agro na melhoria das condições de segurança e saúde no trabalho (SST) nos setores da agroindústria. Inclusivamente, demonstrou interesse no uso da ferramentas de avaliação de risco e das publicações de boas práticas em SST produzidas ao longo das atividades do projeto.

Carta de Recomendação

Detalhes

Código do projeto

POCI-02- 0853-FEDER- 016159

Designação do projeto

+ Agro – Qualificação organizacional, energética e de segurança e saúde no trabalho da indústria agroalimentar

Objetivo principal

Qualificar as Pequenas e Médias Empresas (PME) do setor agroalimentar, para a adoção de estratégias inovadoras com recurso às TIC, visando o aumento da produtividade e eficiência ao nível da prevenção de riscos, consumo energético e gestão da produção

Região de intervenção

Norte, Centro e Alentejo

Entidade beneficiária

INOVCLUSTER – Associação do Cluster Agro-Industrial do Centro; ESA/IPCB – Escola Superior Agrária do Instituto POlitécnicoc de Castelo Branco; UBI – Universidade da Beira Interior; UÉVORA – Universidade de Évora; ESAC/IPC – Escola Superior Agrária de Coimbra do Instito Politécnico de Coimbra; IPG – Instituto Politécnico da Guarda; IPVC – Instituto Politécnico de Viana do Castelo

Data de aprovação

12/07/2016

Data de início

01/09/2016

Data de conclusão

31/08/2018

Custo total elegível

1.018.013,35€

Apoio financeiro da União Europeia

FEDER – 865.311,34€

Site

Facebook